fbpx

Compartilhe
Pin It
Por: Redação Hypenessfamosos

Jay-Z conhece Nova York como poucos. O rapper nascido no Brooklyn cresceu na cidade que nunca dorme e viveu o pior e o melhor dela ao longo de seus 51 anos. Como um adolescente preto de família pobre — e que por certo tempo também atuou como traficante —, ele vivenciou no dia a dia como a guerra às drogas é utilizada para oprimir e marginalizar negros também nos Estados Unidos. 

Jay-Z em apresentação antes da pandemia: artista e empresário de sucesso.

A proximidade com a realidade das estruturas sociais e sua atuação como empresário fizeram Shawn Carter, seu nome de batismo, celebrar muito a notícia do último dia 31 de março. Naquela quarta-feira, o governador do estado, Andrew Cuomo, aprovou a Lei de Legislação e Tributação sobre a maconha, ato que legalização a droga em Nova York.

A notícia da legalização é incrivelmente emocionante”, celebrou Hova, em uma nota enviada à imprensa. “Isso representa uma oportunidade muito aguardada para os nova-iorquinos, para a indústria da cannabis e para a igualdade e justiça social. Vi em primeira mão o dano infligido por gerações contra comunidades negras e minoritárias pela guerra contra as drogas bem aqui em Nova York”, lembrou. 

Um dos dispositivos da nova lei é que ela elimina automaticamente condenações feitas por conta da maconha e que, agora, se tornaram legais.

Monogram, a marca de cannabis de Jay-Z

Em outubro do ano passado, Jay, anunciou o lançamento da Monogram, sua marca de cannabis que se soma a outras empresas do rapper. Para celebrar o novo negócio, o rapper divulgou uma playlist especial no Tidal, serviço de streaming que também é parte do seu portfólio. A seleção de músicas recebeu o nome de “Sounds From The Grow Room”, algo como “Músicas para a sala de cultivo”, em tradução livre. 

A Monogram faz parte da Caliva, companhia de produtos com origem na erva. O negócio da marca tinha Los Angeles como base, por conta da legalização ocorrida na Califórnia em 2018. Com a aprovação da lei em Nova York, os olhos da empresa se voltam para o mercado na costa leste. 

Estou orgulhoso de ver meu estado se juntar a nós no caminho por um mercado prósperto e justo“, completou o rapper. 

O marido de Beyoncé também é dono do serviço de streaming Tidal, da marca de conhaque D’Usse cognac e do champanhe Armand de Brignac, conhecido como Ace of Spades. Além disso, Jay é dono da Roc Nation, agência de entretenimento fundada em 2008.

<a href=Monogram, a linha de maconha de Jay-Z.

Apoio a startups de empresários pretos

Em janeiro, Jay-Z anunciou o lançamento de um fundo de investimento focado impulsionar start-ups do mercado de cannabis lideradas por negros. A iniciativa do Social Equity Ventures Fund foi uma forma de apoiar a participação de empresários pretos em um negócio dominado por brancos e começar a virar a chave do que a “guerra às drogas” causou a esse grupo racial. 

Nós fomos os mais afetados negativamente pela guerra contra as drogas, e os Estados Unidos deram meia volta e criaram um negócio que vale bilhões a partir disso”, protestou Jay-Z, em entrevista ao “Wall Street Journal”. “Não é uma planilha, são pessoas reais… Eu queria fazer a minha parte de uma forma real e concreta.

O estigma imposto pela História sobre a maconha afetou de forma dura principalmente as pessoas negras enquanto ela esteve na ilegalidade por conta do tráfico. A marginalização continuou a partir do momento que alguns estados dos EUA liberaram a comercialização da droga. Isso porque quem passou a lucrar com o negócio foram pessoas brancas em sua esmagadora maioria.

Ou seja: brancos passaram a participar legalmente de um negócio milionário que homens pretos já faziam há muitos anos e sempre foram criminalizados por isso. 

O estigma imposto pela História sobre a maconha afetou de forma dura principalmente as pessoas negras enquanto ela esteve na ilegalidade por conta do tráfico. A marginalização continuou a partir do momento que alguns estados dos EUA liberaram a comercialização da droga. Isso porque quem passou a lucrar com o negócio foram pessoas brancas em sua esmagadora maioria.

Ou seja: brancos passaram a participar legalmente de um negócio milionário que homens pretos já faziam há muitos anos e sempre foram criminalizados por isso. 

Beyoncé e Jay-Z em show em Joanesburgo, em 2018.

O investimento do fundo Social Equity Ventures dá até US$ 1 milhão para cada start-up participante. Quem sustenta o fundo é uma empresa chamada The Parent Company, recém fundada e que tem Jay-Z como um de seus principais investidores. Ele foi responsável por levantar os primeiros US$ 10 milhões para alocar no Fundo. 

O fim da proibição da cannabis chegou, e a The Parent Company vai liderar o avanço de uma indústria de cannabis mais expansiva e inclusiva”, disse Carter. “As marcas que construímos irão redefinir o crescimento, o impacto social e a equidade social. Este é o nosso momento. Estou orgulhoso e animado por liderar a visão da Empresa-mãe”, completou ele que recebeu o cargo de Diretor visionário da empresa.

Juntos, a Monogram e o fundo querem colocar abaixo a estrutura opressora que rodeia esse mercado. A intenção é liderar o combate em questões de justiça social envolvendo a legalização da maconha e aumentar a participação econômica de pessoas que estavam privadas de liberdade no retorno ao convívio social.  

Fotos: Getty Images

 

 

 

 

FONTE: https://www.hypeness.com.br/2021/04/jay-z-e-crucial-no-avanco-da-legalizacao-da-maconha-nos-eua/

Comments fornecido por CComment

DO SEU INTERESSE

Curiosidades

INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Recente no Site

Metro World News Há oportunidades para enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, entre outros /...
Isadora Teixeira A Coalizão Negra por Direitos disse que ingressou com ação civil pública contra a...
Por G1 Piracicaba e Região A imunização deve ser agendada pelo site da prefeitura; confira todos...

Notícias Nacionais

Parceiros & Apoiadores

Notícias Gastronomia

Metro World News Confira uma receita prática e deliciosa de churrasco com acém e setinho fazer em casa facilmente. Uma versão um pouco mais econômica para o fim de semana. / Reprodução - YouTube...

Marina Estevão - Revista Seleções Bombom já é uma sobremesa deliciosa... Agora, imagina um bombom de leite Ninho caseiro e superfácil de fazer? © pamela_d_mcadams/iStock Bombom de leite Ninho:...

Pedro Marques Paçoca do Beco, por Academia da Cachaça © Fornecido por Revista Menu Paçoca do Beco, por Academia da Cachaça -  Paçoca do Beco, por Academia da Cachaça / Foto:...

Metro World News Confira uma receita prática e deliciosa de pudim de pão simples para fazer em casa facilmente. Uma preparação especial. / Reprodução - YouTube Receitas de Pai {loadposition...

RELIGIÃO

Fernando Rossit O fenômeno se traduz por uma estranha impressão de já ter vivenciado a cena presente e mesmo saber o que se vai passar em seguida, ainda que a situação que esteja a ser vivida seja inédita. Conhecido como déjà vu, ou paramnesia...

Helio & Deise Peixoto “…não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” 2 Coríntios 4:18 {loadposition apoiador-estilo-vida} Mesmo sendo...

Frei Luiz Iakovacz Nas celebrações dominicais, leem-se três leituras bíblicas, das quais a primeira é sempre extraída do AT. No Tempo Pascal, porém, tanto nos dias de semana como nos domingos, proclama-se Atos dos Apóstolos. Com isso, a Igreja...

ESTILO DE VIDA

Divulgação

Don't have an account yet? Register Now!

Sign in to your account