fbpx

Compartilhe
Pin It
Luccas Balacci - Metro

Dentro de uma van cercada por fãs, Chorão deixa uma adolescente em prantos se aproximar da janela. Olhando em seu olho, ele diz: “Tudo o que você busca em mim está dentro de você. Eu sou só um reflexo das coisas que você acredita.”

chorao150421Legado de artista segue atingindo milhares de fãs / Divulgação

O momento, que valeu muito mais que uma foto ou autógrafo, está presente no documentário “Chorão: Marginal Alado”, recém-lançado para compra digital. E representa apenas uma das diversas facetas do músico, morto em março de 2013 após uma overdose de cocaína.

A missão de traduzir o vocalista e compositor do Charlie Brown Jr. ficou nas mãos do diretor Felipe Novaes que, com sua equipe, buscou depoimentos de pessoas próximas e explorou centenas de horas de imagens de arquivo. “Ele era uma figura muito rica em conflitos, assim como nós, e catalisava toda essa discussão”, conta ao Metro.

 

A complexidade de Chorão navega por diversos temas abordados no documentário, desde a relação do músico com o skate e a cidade de Santos, no litoral paulista, passando pelo início e sucesso na carreira até seu derradeiro desgaste emocional. E é neste fio condutor que o longa trata as relações do artista com fãs, companheiros de banda, funcionários, músicos, amigos e familiares.

Entre as entrevistas mais fortes está o relato de Champignon, baixista do Charlie Brown Jr., que manteve uma relação de altos e baixos com o vocalista. Ele cometeu suicídio seis meses após a overdose de Chorão, e uma semana depois da gravação, em setembro de 2013. “(A morte de Champignon) só reforça como era um contexto muito contraditório. Ao mesmo tempo que eles encontravam prazer, eles sentiam extrema dor”, diz Novaes.

O legado deixado por Chorão, considerado o último grande astro do rock brasileiro, segue atingindo milhares de pessoas. Tanto que a produção liderou em audiência no fim de semana de estreia, à frente de lançamentos internacionais e até de indicados ao Oscar.

 

“O documentário conversa muito com o fã porque a gente foca nesse canal de identificação do Chorão com as pessoas. Aparecem comentários de quem acredita que faltou algo, mas não senti uma pressão porque entendo o filme como um olhar possível entre tantos.”

Para o diretor, o longa consegue desconstruir um ser humano intenso, que foi ora endeusado, ora demonizado. “Temos uma mania de olhar para os artistas como máquinas, desumanizamos os ídolos. Entre tantas coisas, percebi que o Chorão era uma pessoa, com seus problemas, inseguranças, gatilhos e traumas. Nada disso foge do que vivemos nas nossas vidas.”

 

 

 

 

 

FONTE: https://www.metroworldnews.com.br/entretenimento/2021/04/14/chorao-marginal-alado.html

Comments fornecido por CComment

DO SEU INTERESSE

Curiosidades

INDÚSTRIA E COMÉRCIO

Recente no Site

Mariana Fonseca Governo estadual também anunciou que Fase de Transição segue e detalhou apoio a...
DW.COM Kathlen Romeu, de 24 anos, foi baleada durante um tiroteio entre policiais e criminosos na...
Correio24Horas É o segundo ano consecutivo que a festa não pode acontecer Aglomeração e São João...

Notícias Nacionais

Parceiros & Apoiadores

Notícias Gastronomia

Letícia Taets - Revista Seleções O mês de junho chegou e com ele os festejos juninos! Preparando tudo para fazer a sua festa em casa, não pode faltar a tradicional paçoca de amendoim. Mas já...

Redação casa.com.br Com o Dia dos Namorados se aproximando, é uma boa hora para ir treinando as habilidades culinárias para preparar um prato cheio de amor e corações para aquele alguém...

Maria Fernanda Ziegler, da Agência Fapesp Quando se trata de ganhar massa e força muscular, é mais importante atentar para a quantidade de proteína ingerida do que para a origem do nutriente....

Guia da Cozinha Em mês de Festa Junina e dias frios, nada melhor do que um caldo verde para se aquecer e entrar no clima de São João. Esse prato tradicional é tão versátil quanto delicioso, por...

RELIGIÃO

Fernando Rossit O fenômeno se traduz por uma estranha impressão de já ter vivenciado a cena presente e mesmo saber o que se vai passar em seguida, ainda que a situação que esteja a ser vivida seja inédita. Conhecido como déjà vu, ou paramnesia...

Helio & Deise Peixoto “…não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.” 2 Coríntios 4:18 {loadposition apoiador-estilo-vida} Mesmo sendo...

Frei Luiz Iakovacz Nas celebrações dominicais, leem-se três leituras bíblicas, das quais a primeira é sempre extraída do AT. No Tempo Pascal, porém, tanto nos dias de semana como nos domingos, proclama-se Atos dos Apóstolos. Com isso, a Igreja...

ESTILO DE VIDA

Divulgação

Don't have an account yet? Register Now!

Sign in to your account